Porquê 108?

O número 108 é tido como um número sagrado no hinduísmo. Está presente em diversos elementos da tradição hindu.

  • O japamala (cordão usado para a contagem do japa) tem 108 contas.
  • De acordo com a tradição do Yoga existem 108 lugares sagrados na Índia.
  • Há 108 Upanishads (textos sagrados).
  • A Ayurveda considera 108 pontos de energia (marmas) ao longo do corpo.
  • O alfabeto sânscrito possui 54 letras ou fonemas masculinos e 54 que são chamados de femininos, resultando em 108 fonemas.

Do ponto de vista matemático este número possui uma série de características notáveis:

  • 9 X 12 = 108, sendo que 12 e  9 são considerados números sagrados no oriente.
  • Ao multiplicar 1 elevado a ele mesmo por 2 elevado à 2ª e por 3 elevado à 3ª o resultado é 1 x 4 x 27 = 108.
  • Os ângulos interiores de um pentágono perfazem exactamente 108 graus.
  • O diâmetro do Sol é 108 vezes o diâmetro da Terra.
  • etc.

No  Yoga é comum os praticantes executarem 108 Saudações ao Sol (Súrya Namaskar). Isto acontece normalmente no início de cada estação, na passagem do ano ou em alguma data importante. É uma forma de comemorar a mudança.

Súrya significa Sol em Sânscrito (língua antiga da Índia), Namaskar representa um gesto ou uma palavra de cumprimento ou de saudação. Traduzindo literalmente Súrya Namaskar é a Saudação ao Sol.

O Súrya Namaskar é uma prática muito antiga que remonta aos tempos em que os povos veneravam o Sol e lhe prestavam culto através de rituais específicos.

A Saudação ao Sol pode ser praticada de várias formas, de acordo com os interesses do praticante. Pode ser executada de uma forma mais lenta ou mais rápida e o número de repetições pode ir das 10 às 108.

Praticar o Súrya Namaskar 108 vezes é uma experiência poderosa e transformadora. Além de ser uma maneira incrível para desintoxicar o físico e o mental, é um gesto memorável para marcar o fim de algo ou o início de um novo ciclo. Antes de tentar fazer as 108 vezes, convém praticar bastante. Começar pelas 10 repetições e ir acrescentado mais à medida que se sentir preparado.

A Saudação ao Sol possui muitas variações. Na Casa do Yoga costumamos usar esta:

Além das doze técnicas corporais, é necessário aprender a forma correcta de respirar e podem associar-se bandhas e visualizações. Os benefícios físicos são muitos, mas o mais importante é o foco e clareza mental que esta prática proporciona já que ela é considerada uma meditação em movimento.

 

Anúncios

Evolui

Algumas constatações evolutivas que já deves ter vivido mas ainda não tiveste consciência.

1- O outro não existe para te agradar.

2- Ninguém é culpado pelo que estás a sentir. És tu que optas pelos sentimentos que tens neste momento.

3- A arte de viver sem expectativas e, sim, com perspectiva é a chave para não se frustrar.

4- Cura em ti o vício da necessidade de aprovação do outro. Só assim, poderás desfrutar da ousadia e confiança natural do seu espírito.

5 – Tu não tens controle de nada, por mais que acredites que tenhas. Lembra-te, daqui a pouco a Terra irá reivindicar o teu corpo e deixarás este planeta para ingressar numa nova fase de existência. Abre mão do controle, só assim terás domínio sobre ti mesmo e sobre a tua vida. Controle é um reflexo do medo, domínio é um reflexo do estado de ausência absoluta de tensão interna.

6- Não te deformes nem te descaracterizes para tentar “caber” no espaço apertado do pensamento que o outro tem em relação a ti. Isso não vai dar certo. Quando tu te deformas para agradar a alguém, a tua luz apaga-se e és apenas tu que ficas no escuro e te sentes perdido.

7- Não acredites no que os outros te dizem, por mais romântico e poético que possa ser. O que importa são as atitudes e não as palavras.

8 – Abandona o orgulho e o delírio de acreditar que tudo vai ser como tu queres.

9 – Tudo é passageiro. De perto a vida é uma tragédia, de longe é uma comédia. Daqui a pouco vais rir de todos os dramas que criaste. Pois tudo passa.

10 – Tu és responsável por tudo que está a acontecer na tua vida. Os teus pensamentos e sentimentos predominantes irão formatar a tua realidade; quer tu queiras, quer não. Portanto, se quiseres mudar a tua realidade, muda os teus pensamentos e sentimentos.

11- Carência emocional não é a necessidade de receber e, sim, de se dar. Só tu poderás suprir tuas necessidades emocionais. Projectá-las em alguém é o mesmo que pedir para que alguém se alimente para saciar a tua fome.

12 – Vive com simplicidade e com mais realidade. Só assim, quem realmente és, vai surgir de verdade. Ri mais e não leves tudo tão a sério. Afinal de contas, a essência da vida é descobrir-se e desfrutar desta maravilhosa aventura chamada evolução.

Adaptado de um texto da Autoria de Horácio Frazão.

Aula de Yoga – Evento Solidário

Evento Solidário
Pedimos um produto de higiene pessoal para entregar na Quarta Edição da Street Store Braga.
(Sugestões: pasta de dentes, escova de dentes, sabonete, champoo, aftershave, lâminas de barbear, pensos higiénicos, sabão, etc.)

Aula de Yoga
Não requer experiência prévia
Levar tapete de Yoga

Local
Auditório da Junta de Freguesia de S. Victor
4710 439, R. de São Victor 11, Braga

Vagas limitadas
Inscrição por email: escola@yogabraga.com
Telefone: 938 321 482
Mensagem no Facebook 

Yoga e corrida

A corrida está na moda há já alguns anos. Os benefícios são inúmeros e talvez por isso continue a ganhar imensos adeptos. O que é que o Yoga pode trazer a quem corre?

Em primeiro lugar, convém referir que o Yoga não é um complemento para outras actividades. O Yoga é em si uma filosofia de vida e deve ser sempre encarado como tal. É claro que possui muitos benefícios que se estendem a várias (eu diria todas) áreas da nossa vida e não podemos ignorar isso.

  • No Yoga aprendemos a trazer a mente para o momento presente, aprendemos a direccionar os nossos pensamentos. Evitar a dispersão durante a corrida é importante para manter o foco e a motivação. Além disso, ter uma mente focada na ajuda-nos a clarificar as ideias, que é um dos motivos que leva muita gente à corrida, ser capaz de parar com o redemoinho de ideias e pensamentos sobre o trabalho ou os problemas do dia-a-dia.
  • O Yoga ensina-nos a ter mais consciência corporal e isso é muito importante na corrida. É comum encontrar quem corra com os pés demasiado para dentro ou demasiado para fora, com as costas arqueadas e com a zona lombar sempre em esforço, a funcionar como amortecedor etc.. Quando somos mais conscientes do nosso corpo temos mais cuidado com o alinhamento e a postura e sabemos corrigir-nos quando necessário.
  • Alongar no final de cada corrida é muito importante. Um praticante experiente de Yoga sabe utilizar os seus conhecimentos nesta área

Sugestão de leitura Running with the mind of meditation

Para começar a meditar


Meditar não é coisa que se consiga da noite para dia. É uma prática que exige disciplina e perseverança. Na nossa cultura estamos o tempo todo voltados para o mundo externo. Crescemos com estímulos constantes à nossa volta: televisão, rádio, propaganda, internet, telemóvel… uma infindável poluição sonora e visual.

Procure tirar um momento todos os dias para praticar meditação.

Sente-se numa posição confortável. Não precisa ser necessariamente na posição de lótus, mas a coluna deve estar erecta. Feche os olhos, ou os deixe semicerrados. Respire pelo nariz. Não force a respiração, deixe-a fluir livremente. Concentre-se nela. Desligue-se do passado e do futuro, traga a atenção para o momento presente. Pronto! Meditar é simplesmente isso. Tão simples… mas tão profundamente

No início é difícil, a todo momento a mente dispara pensamentos. Até aprender a não  os seguir, a simplesmente deixá-los passar sem se identificar com eles, leva algum tempo. Comece com um minuto, aumente para cinco, depois para dez… e assim por diante.