Mantra: Kailash ki shaktí Shiva

Kailash ki shaktí Shiva Shankara ki jay jay (2x)
Yamuna ki jay jay Gañga ki jay jay (2x)

kailash

Tradução:

A força de Shiva Shankara que vem de Kailash, saudações, saudações
de Yamuná, saudações, saudações
de Gañga, saudações, saudações

Curiosidades:

Kailash

Kailash é uma montanha que pertence à cordilheira dos Himalayas. Situa-se no Tibete e é a nascentes dos quatro maiores rios da ásia:  o Ganges, o Bramaputra, o Indo e o Sutlej. É um lugar importante para budistas, hindus e jainistas.

Para os hindus Kailash é a morada de Shiva e Párvatí, filha de Himalaya.

Yamuná

O rio Yamuná é um dos afluentes do Ganges, e é um dos sete rios sagrados da Índia.

Conta a lenda hindu que Yamuná é irmã do deus da morte, Yama,  e filha do deus Sol, Súrya.

Ganges

É um dos principais rios do subcontinente indiano e um dos maiores rios do mundo. É um rio sagrado para os hindus que o veneram na forma da deusa Ganga.

Shiva Shankara
É o Shiva saddhu, o Shiva que medita. Muito apropriado para o mantra, já que Kailash era a montanha dos meditantes.
Jay é a contração de Jaya. É uma saudação como olá ou salve.

Ser feliz ou ter razão?

 «Oito da noite, numa avenida movimentada. Um casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos. O endereço é novo e ela consultou o mapa antes de sair. Ele conduz o carro. Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda. Ele tem a certeza de que é à direita. Discutem.

Percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida. Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado. Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno.
Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados. Mas ele ainda quer saber:
– Se tinhas tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devias ter insistido um pouco mais…
E ela diz:  – Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz.
Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite!
303525_4031792924323_1214934484_n
MORAL DA HISTÓRIA
Quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não.
Será que vale a pena?
Foto: Instrutor Carlo Mea, Método DeRose Roma