Programa 31 dias de Meditação – 2ª edição

Inicio a 1 de Março
Fim a 31 de Março

Sessões:
sexta, 1 de Março às 20h15
sexta, 8 de Março às 20h15
sexta, 15 de Março às 20h15
sexta, 29 de Março às 20h15

Destinatários:
Quem nunca praticou meditação ou tem pouca experiência.
É gratuito para alunos da Casa do Yoga.

Programa:
Uma sessão por semana com duração se uma hora. (Inclui noções teóricas e prática de meditação)
Pretende-se que nos restantes dias da semana o praticante faça as suas práticas de meditação em casa seguindo as instruções que vão sendo dadas nas sessões semanais.

Teoria:
O que é a meditação
Mitos sobre a Meditação
A natureza da mente
Meditação passo a passo
Estabelecer uma prática diária
Posição física, tempo para praticar, escolher um horário, estabelecer um espaço.
Cultivar a meditação ao longo do dia
Superar os obstáculos
A importância da estabilidade
Alguns Mestres famosos
Benefícios da meditação
Os vários tipos de Meditação

Informações & Inscrições:
email: escola@yogabraga.com
telefone: 938321482
ou visitando-nos de segunda a sexta, das 11h às 13 e das 15h às 20h

Recarrega-te!

Quando o telemóvel está a ficar sem bateria ficamos aflitos e corremos para o recarregar, mas não temos o mesmo cuidado connosco. A maioria de nós dá pouco valor ao descanso. A longo prazo isso gera stress, fadiga, falta de concentração, problemas de saúde, etc..

Durante o dia faça pausas curtas

  • beba água e coma de forma consciente (ou mindful, como se diz agora)
  • faça uma pequena caminhada depois do almoço ou no final do dia de trabalho
  • pratique meditação diariamente
  • durma a sesta ou simplesmente feche os olhos durante alguns minutos
  • cultive o hábito da leitura, leia algumas páginas todos os dias

Durante a semana crie tempo para pausas mais longas

  • pratique Yoga ou outra actividade que goste (1 hora, 2 ou mais vezes por semana)
  • desligue o telemóvel/internet algumas horas por dia todos os dias
  • tenha um hobby, tire uma tarde ou um dia por semana para fazer o que mais gosta
  • faça caminhadas longas

Sentir-se em Casa!

No final do ano 2014 decidimos mudar o nome do nosso espaço. Pensamos muito antes de escolher o novo nome. Queríamos que reflectisse o que se passa dentro destas paredes. Foi assim que surgiu o nome Casa do Yoga. Estamos prestes a comemorar 3 anos de mudança e não podíamos deixar de vir aqui lembrar o que nos faz ser Casa do Yoga!

Como é bom e libertador sentir-se em casa! Não importa a arquitectura, o tamanho, a localização, o mobiliário…nada disso.

Para nós, sentir-se em Casa é…

Sentir-se em Casa é um doce sentimento de nos percebermos aceites e queridos da maneira que somos. É sentir que temos liberdade para nos expressarmos, sentir que temos à nossa volta pessoas que nos entendem e que nos ajudam a crescer e com as quais as horas passam a voar porque cada momento é realmente único.

Sentir-se em casa é estar bem consigo. É estar bem no seu corpo, na sua voz. É cuidar-se, amar-se, valorizar-se. É saber rir e não se levar demasiado a sério, e é também saber chorar e aceitar as próprias falhas. Sentir-se em casa é saber que damos o nosso melhor a cada momento, é sentir que o futuro está à nossa espera.

Casa do Yoga – Festa de aniversário

A Casa do Yoga festeja em Abril mais um aniversário!
São 14 anos de dedicação ao estudo e prática do Yoga.
Actividades para este dia:

Lançamento do Livro “Treinar a Mudança” da Professora Carla Ferraz
Os textos reunidos nesta obra foram publicados entre Junho de 2015 e Dezembro de 2016 no blogue CarlaFerrazFindTheChange.
Reúnem pensamentos inspirados pelos alunos, situações de vida e reflexões sobre o treino de alta-performance experienciados pela autora. Na certeza de que a palavra escrita ficará mais presente na memória de quem a lê, muito mais do que o direccionamento presencial, a abordagem dos artigos prende-se com as técnicas, mas mais profundamente com os conceitos, que regem uma filosofia de vida. São experiências muito para além da mera vivência do quotidiano de treino. Sabemos bem que as palavras, leva-as o vento. Já os momentos vividos e partilhados, serão sempre eternos.
“Ser mais consciente é apenas uma questão de atitude perante o que aprendemos. Aplicar o treino no quotidiano é treino em movimento, é treino que não acaba, é saber que não existe fim para algo que só queremos que cresça. Como nós. Connosco. Sempre.

Saber que treino, logo existo. E que existo, também porque treino.”

Iniciar a prática de Yoga

A Casa do Yoga acaba com as dúvidas de quem quer começar a praticar!

Qual é o material necessário?
Uma roupa confortável (de preferência de algodão, justa ao corpo para não perturbar a prática e para que o professor possa corrigir as técnicas).Para as mulheres sugerimos umas leggins ou calção e um top, para os homens calça justa ou calção e uma t-shirt. Praticamos Yoga descalços, por isso, não precisas de mais nada!

No nosso espaço, a sala de prática tem um piso próprio para praticar Yoga, por isso, não é necessário trazer colchão.

Posso experimentar uma aula?
Sim, claro! É muito importante, para quem nunca praticou Yoga e mesmo para quem já teve algum contacto com a modalidade, experimentar uma aula antes de se inscrever, para saber se de facto o nosso tipo de Yoga se adequa às suas necessidades e expectativas.
Para fazer aula experimental basta marcar pelo telefone, presencialmente ou no formulário que existe para esse efeito no nosso site  -> http://www.yogabraga.com

O Yoga será mesmo a melhor prática para mim?
Encontras-te em alguma das situações abaixo descritas? Então é para ti!

Se tens uma actividade profissional exigente e as responsabilidades são uma enorme fonte de pressão e stress, a prática do Yoga permite um nível certo de equilíbrio para levar o barco a bom porto.

Se desejas melhorar a tua condição física e ter um corpo forte e flexível, e não gostas nada de ginásios nem de aulas com música ao berros e gente a suar à tua volta.

Se tem interesse em temas como “Qualidade de vida”, “Bem-estar”, “Estilo de vida saudável”, então esta é a tua tribo.

Se já experimentaste e te sentiste super bem com a prática, então é perfeito para ti.

Se tens interesse em desenvolvimento pessoal, auto-conhecimento, trabalhar corpo e mente. Não há nada mais “body & mind” que o Yoga.

Se ouviste dizer que quem pratica Yoga é super bem disposto, sabe rir e divertir-se e encara os problemas do dia-a-dia com mais facilidade.

Se viste um artigo numa revista que dizia que a prática de Yoga trás inúmeros benefícios. (Aumenta a flexibilidade, fortalece a estrutura muscular e as articulações, melhora o equilíbrio, melhora a postura, melhora a função pulmonar, fortalece os ossos, liberta tensões musculares, descontrai o sistema nervoso e melhora as funções cerebrais.)

Porque está na moda e queres saber o que é e como funciona.

Não sou nada flexível, se calhar o Yoga não é para mim?
O Yoga não foi desenvolvido para pessoas flexíveis ou para se tornarem flexíveis. A flexibilidade em geral vem do processo da prática e da consciência do corpo. O que importa é tentar executar tudo da melhor forma possível. Com a orientação de um bom professor qualquer pessoa pode usufruir dos benefícios que o Yoga promete.

A prática de Yoga é só alongamentos e descontracção?
O Yoga é muito mais que isso. Numa aula de Yoga pode praticar técnicas de meditação, mantras, exercícios respiratórios e muito mais. É importante referir que o Yoga é uma filosofia de vida e por isso vai muito além do que fazemos na sala de prática.

Como é a prática na Casa do Yoga?

Há idade para praticar Yoga?
O Yoga não tem idade, poder ser praticado por todos. Entretanto existem aulas específicas para cada faixa etária.
Na Casa do Yoga, temos uma turma para as crianças dos 6 aos 12 anos e turmas para adultos dos 12 aos 60 anos.

A prática de Yoga é só para mulheres?
O Yoga é para todos os seres humanos, independentemente de género, idade, etnia, cultura ou quaisquer outras diferenças. Tudo o que é necessário para ter sucesso no Yoga é alegria e perseverança.

Tenho problemas de saúde. Posso praticar?
Nem todos os problemas de saúde são impeditivos para a prática do Yoga. Neste caso pedimos que nos visite e fale com um dos nossos Instrutores para o podermos ficar a conhecer um pouco melhor e perceber se a prática é adequada a si ou não. É importante também que se aconselhe com seu médico.

Estou grávida, posso praticar?
Sim, se estiver a ter uma gravidez normal e se o seu médico não desaconselhar.
Se já praticava antes de engravidar, basta falar com o seu instrutor para que ele a possa acompanhar devidamente. A prática de Yoga vai certamente trazer-lhe benefícios.
Se está grávida e nunca praticou, o melhor é procurar uma aula específica para grávidas ou esperar por outro momento para iniciar a sua prática

122___09

Yôga e disciplina

“Quanto mais disciplinado for consigo próprio, menos dificuldades a vida lhe apresentará. Quanto mais rigoroso for consigo próprio, mais branda a vida será para si. Quando age de uma maneira mais firme consigo mesmo, reprimindo todos os seus impulsos de maior fraqueza sem abdicar da autodisciplina necessária para fazer o que está certo – em todas as ocasiões -, pode ter a certeza de que a sua vida passará a ser magnífica.”
Robin Sharma

IMG_9261

Talento. Perseverança. Esforço. Dedicação. Todos eles são ingredientes importantes para o teu sucesso em qualquer área da vida. No entanto, o mais importante é a disciplina! E no Yôga, disciplina é algo fundamental!

Em Novembro…

Quando começas a praticar Yoga ganhas força, flexibilidade, aprendes a fazer inversões e equilíbrios – mas isso são extras. Não são o objectivo da prática, nem a razão pela qual regressas às aulas.

À medida que ganhas força sobre as mãos para te equilibrares nos musculares, ganhas força para enfrentar qualquer desafio. À medida que descontrais as ancas, as coxas, os ombros libertas-te do medo, da tristeza, da frustração. Quando executas as posições invertidas, conquistas cada vez mais o teu amor-próprio.

Isto é a prática, a descoberta do nosso verdadeiro potencial!

Chegou novembro, o frio e a chuva já se fazem sentir. Os dias estão mais curtos e certamente sentes uma vontade de maior recolhimento, de ficar mais tempo em casa. Que tal dedicares um pouco do teu tempo livre à tua prática pessoal de Yoga?! Praticar em grupo é óptimo, mas aperfeiçoar a nossa prática pessoal é fundamental para descobrires o teu verdadeiro potencial. Os nossos instrutores estão disponíveis para te ajudar a criar uma prática personalizada.

Yôga is...an everyday Practice to be your

Aqui na escola, o mês está cheio de actividades que vão certamente fazer a diferença no teu desenvolvimento pessoal. Na te esqueças de ver a nossa agenda mensal.

Acompanhem todas novidades na nossa página no Facebook e no Instagram. Deliciem-se com receitas vegetarianas no Blog e aproveitem para conhecer a nova página sobre Yôga para crianças dos 6 aos 12 anos.

 

Respira!

“Como as folhas que arejam a árvore e fornecem nutrientes para que seu crescimento seja saudável, também a respiração alimenta e areja as células, os nervos, os órgãos, a inteligência e a consciência do sistema humano. Quando estamos num ásana, só podemos entender plenamente o corpo se sincronizarmos a respiração com o movimento. Prána é energia. Ayama é criação, distribuição e manutenção. Pránáyáma é a ciência da respiração, que leva à criação, distribuição e manutenção da energia vital.” B.K.S. Iyengar

Vem aprender a respirar connosco!www.facebook.com-casadoyogabraga (1)

Em Outubro…

As árvores meditam no Inverno. Graças a isso, florescem na Primavera, dão sombra e frutos no Verão e soltam o supérfluo no Outono.

O mês começa com a aula especial avançada de 2 horas, no sábado, dia 3 de Outubro. É a aula com os 8 angas (ashtánga sádhana), mas mais longa que o habitual. Preparem-se para um mergulho profundo no Yôga e no auto-conhecimento.

Como já é habitual, às sextas-feiras a sala fica cheia para o treino de força & flexibilidade. Um pouco de inspiração no vídeo abaixo.

 

No final do mês, círculo de mentalização e convívio, no qual faremos também a entrega de prémios aos vencedores do Concurso de Fotografia.

Em Julho…

Os horários das aulas e das actividades mantêm-se durante todo o mês de Julho.

horários2015verde

 

Em Agosto  faremos a habitual redução de horários. As aulas serão abertas a todos os níveis. Durante o mês de Agosto aproveitem para compensar as aulas a que faltaram devido às vossas férias!

O Verão cheio de sol, calor e boa vibração deixa-nos cheios de vontade de bons passeios na natureza, por isso, em Julho podem contar com mais uma caminhada, desta vez no Gerês.

P7290616

O Solstício de Verão é uma altura de celebrar o crescimento, a vida, é tempo de explorarmos o nosso próprio crescimento. Para isso é importante perder o medo!

Como sempre, acompanhem-nos no facebook, divirtam-se com as nossas deliciosas receitas vegetarianas e aprendam mais aqui e aqui!

O poder da palavra

Certa vez, a população de um vilarejo distante, organizou uma corrida de sapos. Todos os anfíbios foram colocados em linha e foi dada a largada. Deveriam se dirigir ao topo de uma montanha. Enquanto isso, as pessoas que assistiam, berravam: “Você não vai conseguir; desista, sapo infeliz”. E, um a um, eles foram parando, acreditando nas vozes que vinham de fora. No entanto, havia um que nem sequer estremecia, mantinha-se focado e determinado. Os competidores e o público não entendiam. Ao final da prova, foram falar com o sapo… ele era surdo!
Essa antiga parábola tem a função, dentre outras coisas, de ilustrar e nos relembrar o tremendo impacto que as palavras (nossas e dos outros) exercem sobre nós; o perigo de se acreditar naquilo que escutamos a nosso respeito e a armadilha de não mais confiarmos em nós mesmos.

supere-se

Ora, quantas vezes lhe disseram que não seria capaz disso ou daquilo e você acreditou sem nem tentar? E quantas vezes você disse que ia fazer algo e não fez? As duas questões acima são importantes e merecem reflexão. No entanto, dessa vez discorreremos somente sobre a segunda.
O substantivo feminino ‘palavra’ vem do latim ‘parábola’ e significa som, termo, vocábulo, compromisso verbal. Esta última definição me chamou muito a atenção, pois era justamente esse o tema do meu artigo. Com o passar do tempo, a honra e o compromisso com a palavra foram completamente esquecidos nos escombros de nossos mais simples e verdadeiros valores. Claro, o mundo todo mudou. A tecnologia nos conduz a soluções e problemas cada vez mais impensáveis; a globalização nos conecta com o mais longínquo vale do planeta e, ao mesmo tempo, enforca tradicionais identidades culturais. No entanto, há algo que não deveria mudar, mas tem se perdido no escoar do incessante progresso: nossa essência. Hoje em dia, a expressão “homem de palavra” parece mais título de filme de Hollywood.

O negócio é que não percebemos que, quando não cumprimos aquilo que falamos através da articulação dos sons, não ofendemos somente aos outros, mas principalmente, enganamos a nós mesmos.
Desde quando nascemos, somos “ensinados” a não realizar aquilo que dissemos. Quando crianças, observamos nossos pais dizerem a seus amigos: “Olhe, essa semana passo lá para botarmos a conversa em dia”. E todos sabem que dificilmente essa reunião irá acontecer, afinal, como dizem por aí, foi só da boca pra fora. Vamos crescendo e aprendendo que muitas vezes; na verdade, na maioria delas, as pessoas dizem por dizer; não possuem o mínimo compromisso com a palavra. E essa próxima situação, lhe soa familiar? Conte as vezes que você disse ou escutou alguém te dizer: “eu te amo” e mudar de opinião no dia seguinte. Afinal, é cultural, não é. Todo mundo faz assim! Talvez tenhamos aprendido com os políticos.
No contemporâneo território dos negócios, só falta assinarmos contrato para assegurarmos que o outro vai nos ligar no dia seguinte. Imagine a seguinte situação: “te ligo amanhã” e o outro responde: “não acredito, assine aqui”. Obviamente, não estou pregando ingenuidade em nenhum sentido, até porque, não há lugar pra isso no mundo de hoje, mas estamos chegando às raias do absurdo de não poder mais acreditar em nada do que falam, e isso se deve principalmente por nossa culpa.
O avô de um amigo costumava dizer para tomarmos cuidado com o que dizemos, pois as palavras quando saem de nossas bocas dobram de tamanho, tornando-as impossíveis de engoli-las de volta.
Mas a pior mentira é aquela que contamos pra nós mesmos. A cada palavra dita e não cumprida, a cada projeto elaborado e deixado para trás, a cada vernáculo solto aos quatro ventos, é um voto a menos que você deixa de angariar nas empoeiradas urnas de sua psiquê.

Lembra quando disse que ia passar de ano; que estaria na festa de 15 anos do seu amigo; de que assistiria a final do campeonato do seu time favorito, custasse o que custar; que ia conseguir aquele trabalho, que afinal dependia somente de você; que no mês que vem ia parar de fumar e começaria a praticar Yôga, que ia concluir a pós-graduação de qualquer jeito; que ia dedicar mais tempo a pessoa amada, que ia e ia e ia..
Bem, procure perceber que isso tudo gerou em você, anos de condicionamento negativo. Toda vez que sinceramente se propõe a fazer algo, você deixa de contar com seu melhor parceiro: você mesmo! Cada vez que diz que vai, lá no fundo do seu ser, ecoa um sussurro: “Ah, lá vem ele de novo a mentir pra mim, me deixe continuar aqui no meu sono profundo, pois essa estória, todos nós já conhecemos o final”. Amigo, confie em mim; isso não é nada bom.
Claro que não vou finalizar a coluna de forma pessimista. Portanto, minha sugestão é a seguinte (experiência própria): quebre o fluxo contínuo desse ato. Crie outro tipo de condicionamento. Primeiro, tome o cuidado de dizer somente aquilo que poderá executar (caso tenha dúvidas se conseguirá, não diga). Inicie, pelas coisas mais simples. Por exemplo: se balbuciou que no domingo iria à confeitaria.. vá!, não importe o que aconteça. Se disse que passaria uma semana sem comer doces, cumpra o prazo pré-estabelecido. E assim, passo a passo, ou melhor, palavra a palavra. Acredite: em um ano, ficará surpreso com o enorme poder que emana de sua boca. E agora, o que é que tens pra me dizer?

Prof. Fábio Euksuzian

Em Setembro…

Agora que as férias terminaram para a maioria, queremos ver todos de regresso com grandes sorrisos. 🙂

Aqui na escola os horários voltam ao normal e as sextas e sábados continuam a ser dedicados às actividades suplementares.

horários2014
No dia 20 haverá mais um delicioso workshop de alimentação  vegetariana. Desta vez o tema é Cozinha vegetariana fácil e rápida, onde poderão aprender receitas práticas e muito simples que vão certamente facilitar a vida na cozinha!

No dia 29, sat sanga e sat chakra para comemorarmos o regresso das férias!

 

Não se esqueçam de acompanhar a nossa página no facebook, que actualizamos diariamente para que possam estar sempre a parte das actividades da escola e onde podem também encontrar dicas e textos interessantes.

Visitem também o nosso blog de alimentação vegetariana – Espaço Gourmet, onde podem encontrar receitas de refrescos, doces, entradas e pratos principais sempre deliciosos!

images (1)

Pratica nas Férias!

As férias estão a chegar, mas não deixes de praticar.

As nossas sugestões

  • Usar o CD Prática Básica.  Contém técnicas corporais, exercícios respiratórios, mantras, meditação etc., com descrições pormenorizadas que permitem a perfeita compreensão das técnicas.
  • Usar o CD Relax – Reprogramação Emocional. Consiste num relaxamento profundo com ordens mentais para beneficiar a saúde, o desenvolvimento interior, para obter maior produtividade mo trabalho, nos estudos, na prática desportiva. Pode ser usado após a prática de Yôga ou antes de ir dormir.
  •  Falar com o teu instrutor para que em conjunto criem um plano de  práticas que vá de  encontro às tuas necessidades actuais.

69611_10151380729037804_1998377798_n

Relembramos que a escola estará aberta durante todo o mês de Agosto e a frequência das aulas será livre, pelo que poderão compensar todas as aulas que não fizeram no vosso período de férias!

Podem fazer download dos CD aqui: http://www.metododerose.org/downloads/