Dia 3 de Dezembro – Shiva

Calendário do Advento
Cultura do Yoga

A tradição, as lendas e mesmo as escrituras antigas declaram que o Yoga foi criado por Shiva. 

Na mitologia hindu, Shiva simboliza a destruição, a renovação, a transformação. É através dele que o mundo (e todos nós) evoluí, deixando o passado para trás para dar lugar ao novo. Só poderia partir dele, portanto, a criação do Yoga, afinal, esta prática conduz à transformação física, mental e emocional,  rumo à evolução espiritual.

Shiva possui vários nomes, os principais são: Pashupati, Nataraja, Shambo, Shankara, Ardharísshvara, Mahadeva, Bhikshatana, Veenadhara, Yogeshvara, entre outros. Na forma de Shiva Nataraja, ele aparece como o Rei (raja) dos Dançarinos (nata).

 

Estatueta de Shiva Natarája

Com seus cabelos entrelaçados e esvoaçantes, que simbolizam o movimento, dança dentro de um círculo de fogo, símbolo da renovação. Através de sua dança, ele cria, conserva e destrói o universo.

Aro em chamas: simboliza a dança da natureza.

Quatro braços: simbolizam o movimento.

Damaruna mão direita Shiva carrega um damaru, pequeno tambor em forma de ampulheta, que simboliza o princípio do som.

Agni: a mão esquerda Shiva segura o fogo (agni) que transforma e destrói.

Abhaya mudra: A mão direita à frente forma o abhaya mudra, gesto de afastamento do medo, da protecção e das bênçãos.

Gajahasta mudra: A mão que aponta para o pé esquerdo erguido está em gajahasta mudra, que imita a tromba do elefante. A tromba tem a simbologia do discernimento: o elefante sabe discernir a força que deve usar quando arranca uma árvore ou quando apanha uma palha do chão. No caminho do autoconhecimento é preciso discernir o que é real do que é irreal.

Muyalaka: o pé direito de Shiva esmaga um anão maléfico: o demónio Muyalaka (ou Apasmara). Aqui está representada a vitória de Shiva sobre a ignorância. Todo o conjunto repousa num pedestal com a forma de lótus.

Cabelos de Shiva:  estão emaranhados e esvoaçantes, simbolizam o movimento, pois tudo no universo está em constante movimento. Nos cabelos de Shiva está a deusa Ganga, que simboliza o Rio Ganges. Enquanto o deus dança, ela desce à Terra através dos seus cabelos esvoaçantes. No lado esquerdo do cabelo de Shiva está a lua crescente, que simboliza que Shiva está além das emoções, ele não é manipulado pelos humores como os humanos. O cabelo enrolado no topo da cabeça de Shiva, significa que ele é o senhor do vento, Vayu, e tem o controle da respiração.

Cobra: a cobra enrolada na cintura de Shiva simboliza a imortalidade e a energia do fogo.  No Yoga, a cobra também representa a energia do fogo, chamada kundalini.

Apesar do seu corpo estar em movimento, o rosto de Shiva está sereno, pois embora vivamos na agitação do mundo devemos manter-nos ligados à nossa verdadeira natureza interior.

Anúncios

Dia 2 de Dezembro – Chai

Calendário do Advento
Receita

Hoje propomos uma receita vegana do masala chai (chá com especiarias)!
É uma bebida que costumamos servir muitas vezes aqui na Casa do Yoga, pois segundo a medicina tradicional indiana tem alguns benefícios: traz vitalidade e energia, ajuda a digestão e reforça o sistema imunitário. Tudo por causa da combinação de gengibre e especiarias.

O chai (pronuncia-se tchai), é uma bebida que faz parte da cultura do sul da Ásia onde os vendedores de rua conhecidos como chai wallahs são muito comuns. O masala chai é feito com folhas de chá, leite e especiarias. A combinação de especiarias varia conforme a zona, mas é comum levar canela, cardamomo e cravinho, anis. Também pode ter curcuma, cominhos, anis estrelado, noz moscada, entre outras.

A receita tradicional é feita com leite de vaca e açúcar branco. Hoje vamos propor uma versão vegana e sem açúcar, para que todos possam experimentar em casa com a família e os amigos.

Receita

Ingredientes:
• 1 litros de água mineral
• 1 a 2 colheres de sopa de adoçante natural*
• 2 paus de canela
• 5 vagens de cardamomo
• 3 cravos da índia
• 3 colheres de sopa de gengibre fresco ralado na hora
• 1 chávena  de bebida vegetal
• 1 colher de sopa de chá preto

Preparação:
– Por as sementes de cardamomo num pilão e triturar.
– Lavar o gengibre e ralar.
– Partir a canela
– Numa panela colocar a água, o cardamomo, o gengibre, o cravinho, a canela e o adoçante.
– Deixar levantar fervura e nessa altura reduzir para lume médio e deixar por 5 minutos.
– Acrescentar o leite vegetal e misturar bem, tirar do fogo.
– Acrescentar o chá preto e deixar ficar por 3 minutos.
– Coar e está pronto a servir

*Sugestões para adoçar: açúcar de coco, pasta de tâmaras, stevia.

Notas:
1. Pode ver a receita tradicional aqui.
2. O chá preto nunca se deve ferver pois isso elimina as suas boas propriedades.
3. Diz a medicina ayurvedica que o chai acalma vatta e kapa mas agrava pittta. Se o seu dosha predominante é pitta consuma a bebida com bastante moderação. Pode fazer o teste aqui.

Dia 1 de Dezembro – Desafio da prancha

Calendário do Advento
Prática

A prancha de braços flexionados, também conhecida como chatuspadasana ou chaturanga dandasana é um dos asanas mais desafiantes quando se começa a praticar Yoga.

Nas primeiras aulas de Yoga, e sobretudo para as mulheres (que regra geral tem menos força nos braços e tronco), esta posição é extremamente desafiante. Ao fim de alguns meses de prática o desafio começa a ser superado dado que os músculos envolvidos ficam mais fortes.

Benefícios:

Fortalece os músculos em volta dos ombros, parte de cima das costas, braços, “core” e pernas e prepara o corpo para inversões e posturas de equilíbrio nos braços. Também trabalha os músculos ao redor da coluna e melhora a postura.

Execução:

Execute tal como indicado pelo seu instrutor nas aulas regulares. Tenha em atenção os seguintes detalhes:

  • os braços formam um ângulo de 90 graus
  • mantenha os cotovelos ao lado do tronco (devem tocar nas costelas) e empurre-os na direção dos calcanhares
  • dedos das mãos bem afastados uns dos outros; pressione toda a mão no chão, principalmente o polegar e o indicador

O desafio que propomos é que procure executar esta técnica todos os dias ao longo deste mês. Alguns segundos de permanência diária, para que no final do mês possa sentir um bom fortalecimento da musculatura e uma maior facilidade na execução.

Recarrega-te!

Quando o telemóvel está a ficar sem bateria ficamos aflitos e corremos para o recarregar, mas não temos o mesmo cuidado connosco. A maioria de nós dá pouco valor ao descanso. A longo prazo isso gera stress, fadiga, falta de concentração, problemas de saúde, etc..

Durante o dia faça pausas curtas

  • beba água e coma de forma consciente (ou mindful, como se diz agora)
  • faça uma pequena caminhada depois do almoço ou no final do dia de trabalho
  • pratique meditação diariamente
  • durma a sesta ou simplesmente feche os olhos durante alguns minutos
  • cultive o hábito da leitura, leia algumas páginas todos os dias

Durante a semana crie tempo para pausas mais longas

  • pratique Yoga ou outra actividade que goste (1 hora, 2 ou mais vezes por semana)
  • desligue o telemóvel/internet algumas horas por dia todos os dias
  • tenha um hobby, tire uma tarde ou um dia por semana para fazer o que mais gosta
  • faça caminhadas longas

Horário – Casa do Yoga Braga

A partir de 3 de Setembro estes vão ser os nosso novos horários!


(clique sobre a imagem para ampliar)

 

Na Casa do Yoga temos as aulas organizadas em Iniciantes e Intermédios.

A aula de Iniciantes tem a duração de 55 minutos e é composta por:

  • exercícios respiratórios
  • técnicas de limpeza orgânica
  • técnicas corporais
  • exercícios de descontração
  • exercícios de preparação para a  meditação

É a aula indicada para quem nunca praticou ou tem pouca experiência.

Depois de algum tempo na turma de iniciantes e após dominar algumas técnicas básicas o aluno passa a turma de nível intermédio.

A aula de Intermédios  contém oito modalidades de técnicas:

  • linguagem gestual
  • trânsito energético
  • vocalização de sons e ultra-sons
  • respiratórios
  • técnicas de limpeza orgânica
  • técnicas corporais
  • descontracção
  • concentração e meditação

As actividades suplementares são aulas com temáticas específicas, e que visam promover o aprofundamento do aluno em determinadas matérias/técnicas.

  • Meditação
  • Pránáyáma
  • Yoganidrá
  • Oficina de ásana
  • Treino de força e flexibilidade
  • Treino de força abdominal
  • Treino de força para musculares
  • Treino de flexibilidade para pernas e ancas
  • Treino de flexibilidade para ombros
  • Aula avançada de duas horas
  • Aula teórica

Qual é o material necessário para frequentar as aulas?
Uma roupa confortável (de preferência de algodão, justa ao corpo para não perturbar a prática e para que o professor possa corrigir as técnicas).Para as mulheres sugerimos umas leggins ou calção e um top, para os homens calça justa ou calção e uma t-shirt. Praticamos Yoga descalços, por isso, não precisas de mais nada!
O nosso espaço tem vestiários para que possa trocar de roupa.

A nossa sala de prática tem um piso próprio para praticar Yoga, por isso, não é necessário trazer colchão.

Posso experimentar uma aula?
Sim, claro! É muito importante, para quem nunca praticou Yoga e mesmo para quem já teve algum contacto com a modalidade, experimentar uma aula antes de se inscrever, para saber se de facto o nosso tipo de Yoga se adequa às suas necessidades e expectativas. Existem várias modalidades de Yoga e são todas muito diferentes.
Para fazer aula experimental basta marcar pelo telefone, presencialmente ou no formulário que existe para esse efeito no nosso site -> http://www.yogabraga.com

Casa do Yôga
Rua Bernardo Sequeira, 157 4710-015 Braga
Telefone: 938 321 482
Site: www.yogabraga.com
Facebook: Casa do Yôga
Instagram: Casa do Yôga

Desafio 30 dias: alcance as suas metas, crie novos hábitos!

Setembro está a chegar e é uma altura do ano muito parecida com o ano novo. E porquê? Por que no final das férias é muito comum criarmos uma lista de objectivos a atingir na nova época.

Faça a sua lista e experimente colocar o seu desafio em prática por 30 dias, como sugere Matt Cutts, que sua palestra Ted Talk,  propõe um método simples de estabelecer novos objetivos e alcançar metas a que chamou: desafio 30 dias.

 

Em Agosto…

Agosto traz para uma boa parte de nós  as tão esperadas férias. A Casa do Yoga continua com as aulas a funcionar para aqueles que ficam ou que voltam mais cedo. (Por favor, consultem os horários disponíveis no Grupo do Facebook ou no vosso email).

Para aqueles que ainda não são nossos alunos informamos que pedidos de informação, marcação de aulas experimentais ou novas inscrições só a partir de Setembro.

Sugestões para os próximos dias:
– beba muita água
– use roupas leves e de cor clara
– proteja-se do sol, principalmente entre as 11h30 e as 17h
– evite refeições picantes e pesadas
– coma mais fruta e legumes
– na sua prática de Yoga explore as longas permanências e técnicas com foco nas articulações e ligamentos, promovendo a flexibilidade e libertação de tensões corporais profundas