Dia 11 de Dezembro – Desligar o piloto automático

Calendário do Advento
Desafio

O desafio que propomos hoje tem por objecto trabalhar a atenção plena!

Dizemos que estamos em piloto automático quando conseguimos realizar uma tarefa com tal desenvoltura que nem precisamos pensar para o fazer. O nosso piloto automático pode ser muito útil para nos ajudar a expandir a memória e criar novos hábitos, mas também pode gerar momentos inconvenientes.

.:O lado bom do piloto automático:.

Lembra-se da altura em que começou a aprender a escrever as primeiras letras? Cada letra era um processo lento e exigente, mas à medida que foi praticando tudo se tornou mais rápido e fácil, e hoje consegue escrever quase sem olhar para o papel.
Quando aprendeu a conduzir, provavelmente achou tudo muito complexo. Era necessário prestar atenção a várias coisas ao mesmos tempo e coordenar vários movimentos. À medida que a condução foi melhorando, aprendeu a fazer tudo sem esforço e agora até consegue conduzir e manter uma conversa ao mesmo tempo.
Tudo isto são hábitos em cadeia coordenados pelo seu piloto automático.

.:O lado mau do piloto automático:.

Já lhe aconteceu sair de casa para ir passear e dar por si a caminho do trabalho? Ou ligar o computador para enviar um email e acabar por se distrair e fazer outras coisas, para desligar o computador sem enviar a mensagem pretendida? Estes são os momentos em que o piloto automático está a controlar a nossa vida. Acontece quando estamos stressados, cansados, sobrecarregados.

Exercício: Tire um momento do seu dia para praticar a atenção plena (ou meditação sem sentar o rabo na almofada 🙂 )

Escolha uma tarefa e execute-a com atenção total, sem tirar a atenção do que está a fazer. Alguns exemplos:

  •  Comer: Explore uma refeição do seu dia com todos os sentidos, foque  a sua atenção no processo de comer em vez de no telemóvel, na televisão ou noutra distracção.
  •  Caminhar: Faça uma caminhada com atenção no corpo, especialmente no contacto que os  pés fazem com o chão.
  • Respiração: faça uma pausa e observe a sua respiração, fique aí alguns instantes.
  • Conduzir: Experimente conduzir com o rádio desligado,preste atenção ao sinais de transito, aos barulhos, aos outros condutores.
  • Usar a mão não dominante: Uma boa forma de treinarmos a nossa presença é procurar fazer algumas actividades com a mão não dominante (ex. lavar os dentes, escrever, comer…).
  • Ouça uma música: durante o tempo que a música durar, apenas ouça, aprecie cada nota.

 

As nossas Actividades: Meditação

Todas as sextas |18h30 | Meditação

Meditação para principiantes

Procura um sítio calmo, onde nada te perturbe.
Senta-te confortavelmente, com as costas direitas, e as mãos descansadas sobre os joelhos. Fecha os olhos.

Concentra-te no ritmo da tua respiração, observa o movimento do teu abdómen. Sente o ar a fluir através das narinas. Percebe as mudanças subtis no teu corpo. Começa a dirigir a tua atenção para aquele pequeno instante que existe entre a inspiração e a expiração, a pausa entre inspirar e expirar e o hiato entre expirar e inspirar.

Manté-te muito atento à tua respiração. Se surgirem pensamentos, não julgues, mas também não resistas. Não os alimentes, deixa-os ir.

Através da respiração, tenta criar um espaço maior entre cada pensamento. Fica aí o tempo te apetecer.