Caminha Comigo

Sugestão de Filme: Caminha Comigo

Caminha Comigo é um documentário sobre a atenção plena e a obra do Mestre Zen Thich Nhat Hanh. Foi filmado ao longo de três anos e com um acesso sem precedentes, o filme proporciona a descoberta rara de uma comunidade de pessoas que deixou a sua família e prescindiu de todos os seus bens para se juntar a Thich Nhat Hanh no mosteiro Plum Village, em França, e com ele praticar a arte do mindfulness. Estará nos cinemas a partir de 28 de Setembro.

Anúncios

Aula de Yoga – Evento Solidário

Evento Solidário
Pedimos um produto de higiene pessoal para entregar na Quarta Edição da Street Store Braga.
(Sugestões: pasta de dentes, escova de dentes, sabonete, champoo, aftershave, lâminas de barbear, pensos higiénicos, sabão, etc.)

Aula de Yoga
Não requer experiência prévia
Levar tapete de Yoga

Local
Auditório da Junta de Freguesia de S. Victor
4710 439, R. de São Victor 11, Braga

Vagas limitadas
Inscrição por email: escola@yogabraga.com
Telefone: 938 321 482
Mensagem no Facebook 

Concurso de Fotografia

Concurso de fotografia

Tema “Praticar Yoga nas férias”

Regras:

1. Concurso aberto a todos os alunos.
2. Cada aluno pode participar com o número fotos que quiser.
3. As fotos devem ser originais e sem qualquer tipo de tratamento digital
4. As fotos devem conter qualquer técnica de Yoga.
5. As fotos devem ser enviadas para o email escola@yogabraga.com até dia 20 de Setembro.
6. As fotos devem ser enviadas em formato JPEG ou PNG.
7. A selecção da melhor foto será feita na festa de rentrée dia 23 de Setembro.
8. A foto com mais votos recebe um prémio!!!

Horários Agosto 2017

Como é hábito, em Agosto, teremos redução do número de aulas disponíveis por dia.

– a redução incicia a 31 de Julho e termina a 31 de Agosto
– não haverá divisão Iniciantes/Intermédios, por isso, poderão frequentar qualquer horário
– as actividades suplementares serão apenas às sextas-feiras

A Biografia do Silêncio

Sugestão de leitura: A Biografia do Silêncio, Pablo d’Ors

Um livro simples e muito acessível sobre meditação, no qual o autor relata a sua própria jornada.

“Basta um ano de meditação perseverante ou apenas meio ano, mais ou menos constante, para se chegar à conclusão que se pode viver de outra forma. A meditação concentra-nos, devolve-nos a casa, ensina-nos a conviver com o nosso ser, fende a estrutura da nossa personalidade até que, de tanto meditarmos, esta fenda vai crescendo e a velha personalidade rompe-se e, como uma flor, começa a emergir outra nova. Meditar é assistir a este fascinante e tremendo processo de morte e renascimento.”

A fórmula da felicidade

E se a felicidade tiver uma fórmula?
Parece redutor, mas é também desafiante. Eduardo Punset, escritor e divulgador científico espanhol dedicou-se a esse objectivo. Para tal reuniu-se com alguns dos mais prestigiados cientistas no campo da felicidade. O resultado desses encontros é “Viagem à Felicidade”, um livro que nos dá conta das novas chaves chaves científicas no caminho do bem-estar emocional.

O que é a felicidade?
Segundo Eduardo Punset é uma das emoções básicas e universais do ser humano e uma das protagonistas da nossa vida emocional. Como todas as emoções básicas e universais, é efémera por isso não nos podemos dar ao luxo de não a procurar.

Factores redutores de bem-estar (R)
O medo é o principal obstáculo da felicidade, mas há outros como convicções que assimilamos teoricamente. “Desaprender a maior parte das coisas que nos ensinaram é mais importante do que aprender”, refere o autor.

Carga hereditária (C)
Algumas características, fruto da herança genética, podem afectar os mecanismos do bem-estar. Neste caso, “a única coisa que se pode fazer é ter consciência da sua presença”, diz. O envelhecimento e o stress estão também incluídos nesta variável.

Factores Significativos (E,M, B e P)
E de emoção. Qualquer projecto ou tarefa que nos propomos fazer deverá ser realizado com emoção.
M de manutenção. Para sermos mais felizes devemos dedicar-nos às pequenas coisas do dia-a-dia; dar mais importância ao trabalho desenvolvido do que ao resultado final.
B de prazer na busca. Na busca e na expectativa radica a felicidade.
P de relações pessoais. A nossa felicidade depende em grande parte das relações que desenvolvemos com os outros.

Yoga e corrida

A corrida está na moda há já alguns anos. Os benefícios são inúmeros e talvez por isso continue a ganhar imensos adeptos. O que é que o Yoga pode trazer a quem corre?

Em primeiro lugar, convém referir que o Yoga não é um complemento para outras actividades. O Yoga é em si uma filosofia de vida e deve ser sempre encarado como tal. É claro que possui muitos benefícios que se estendem a várias (eu diria todas) áreas da nossa vida e não podemos ignorar isso.

  • No Yoga aprendemos a trazer a mente para o momento presente, aprendemos a direccionar os nossos pensamentos. Evitar a dispersão durante a corrida é importante para manter o foco e a motivação. Além disso, ter uma mente focada na ajuda-nos a clarificar as ideias, que é um dos motivos que leva muita gente à corrida, ser capaz de parar com o redemoinho de ideias e pensamentos sobre o trabalho ou os problemas do dia-a-dia.
  • O Yoga ensina-nos a ter mais consciência corporal e isso é muito importante na corrida. É comum encontrar quem corra com os pés demasiado para dentro ou demasiado para fora, com as costas arqueadas e com a zona lombar sempre em esforço, a funcionar como amortecedor etc.. Quando somos mais conscientes do nosso corpo temos mais cuidado com o alinhamento e a postura e sabemos corrigir-nos quando necessário.
  • Alongar no final de cada corrida é muito importante. Um praticante experiente de Yoga sabe utilizar os seus conhecimentos nesta área

Sugestão de leitura Running with the mind of meditation