Recarrega-te!

Quando o telemóvel está a ficar sem bateria ficamos aflitos e corremos para o recarregar, mas não temos o mesmo cuidado connosco. A maioria de nós dá pouco valor ao descanso. A longo prazo isso gera stress, fadiga, falta de concentração, problemas de saúde, etc..

Durante o dia faça pausas curtas

  • beba água e coma de forma consciente (ou mindful, como se diz agora)
  • faça uma pequena caminhada depois do almoço ou no final do dia de trabalho
  • pratique meditação diariamente
  • durma a sesta ou simplesmente feche os olhos durante alguns minutos
  • cultive o hábito da leitura, leia algumas páginas todos os dias

Durante a semana crie tempo para pausas mais longas

  • pratique Yoga ou outra actividade que goste (1 hora, 2 ou mais vezes por semana)
  • desligue o telemóvel/internet algumas horas por dia todos os dias
  • tenha um hobby, tire uma tarde ou um dia por semana para fazer o que mais gosta
  • faça caminhadas longas

Anúncios

Quero mudar. Por onde devo começar?

Muitas pessoas iniciam a prática de Yoga no momento em que chegam a um ponto de ruptura nas suas vidas. Pode ser um divórcio, problemas no trabalho, stress, exaustão ou até uma doença grave.

Não há nada de errado nisso. Afinal chegar a um ponto de ruptura significa necessidade de mudar, de transformar algo que não está assim tão bem nas nossas vidas. E o Yoga pode ter papel fundamental nisso, já que o maior ensinamento desta filosofia de vida é a auto-observação.

Nas sociedades modernas somos ensinados a assumir inúmeras responsabilidades. Um adulto tem de gerir uma carreira profissional, a casa, os filhos, a logística da família, etc.. Mas ninguém nos ensina a assumir responsabilidade pela nossa saúde física e mental.

Existem algumas coisas simples e bem básicas que nos ajudam a estar bem física e mentalmente e que produzem um impacto enorme em tudo o resto!

  • Durma Bem – Um sono regenerador tem um grande impacto na nossa performance cognitiva e física e também na forma como nos alimentamos. Dormir pouco faz com que o cérebro pense que precisamos de mais energia e isso vai causar o aumento da ingestão calórica ao longo do dia e uma apetência maior por alimentos de pior qualidade e bebidas estimulantes. Além disso, dormir pouco deixa-nos menos criativos, mais stressados e com maior propensão para a irritabilidade.
  • Coma Bem – A alimentação tem um grande impacto nos nossos níveis de energia e claro na nossa saúde. A má alimentação é hoje em dia vista como causa de insucesso escolar, obesidade e doenças.
  • Beba água – Sabia que os  nossos músculos são 75% de água, o nosso sangue é 82% de água, os nossos pulmões são 90% de água e o nosso cérebro é 76% de água. Já imaginou o que a falta de água pode fazer ao seu corpo?
  • Mova o seu corpo – A Organização Mundial de Saúde considera que a falta de actividade física é o quarto factor de risco para a mortalidade global e este parece ter um efeito comparável ao tabagismo e à obesidade. Não pense apenas em ficar em forma ou em trabalhar o corpo para o verão. Lembre-se que a actividade física é uma das melhores formas de combater o stress e ajuda-o a sentir-se bem no seu corpo. Experimente o Yoga!

Da próxima vez que pensar “não sei o que fazer à minha vida”, faça uma análise a estes quatro tópicos. Estabeleça um plano para melhorar cada um deles. Vai ver que daqui a umas semanas a sua força e clareza mental serão outras e certamente estará capaz de gerir melhor as suas responsabilidades.

 

Yoga e corrida

A corrida está na moda há já alguns anos. Os benefícios são inúmeros e talvez por isso continue a ganhar imensos adeptos. O que é que o Yoga pode trazer a quem corre?

Em primeiro lugar, convém referir que o Yoga não é um complemento para outras actividades. O Yoga é em si uma filosofia de vida e deve ser sempre encarado como tal. É claro que possui muitos benefícios que se estendem a várias (eu diria todas) áreas da nossa vida e não podemos ignorar isso.

  • No Yoga aprendemos a trazer a mente para o momento presente, aprendemos a direccionar os nossos pensamentos. Evitar a dispersão durante a corrida é importante para manter o foco e a motivação. Além disso, ter uma mente focada na ajuda-nos a clarificar as ideias, que é um dos motivos que leva muita gente à corrida, ser capaz de parar com o redemoinho de ideias e pensamentos sobre o trabalho ou os problemas do dia-a-dia.
  • O Yoga ensina-nos a ter mais consciência corporal e isso é muito importante na corrida. É comum encontrar quem corra com os pés demasiado para dentro ou demasiado para fora, com as costas arqueadas e com a zona lombar sempre em esforço, a funcionar como amortecedor etc.. Quando somos mais conscientes do nosso corpo temos mais cuidado com o alinhamento e a postura e sabemos corrigir-nos quando necessário.
  • Alongar no final de cada corrida é muito importante. Um praticante experiente de Yoga sabe utilizar os seus conhecimentos nesta área

Sugestão de leitura Running with the mind of meditation

Como o stress afecta o cérebro

O stress não é sempre uma coisa má; ele pode ser útil para uma explosão de energia extra e foco, como quando se está a praticar um desporto de alta competição ou quando se tem que falar em público. Mas quando é contínuo, ele realmente começa a mudar o seu cérebro. Madhumita Murgia mostra como o stress crónico pode afectar o tamanho do cérebro, a sua estrutura, e como ele funciona, até ao nível de seus genes.

Dicas para uma vida saudável: Beba mais água

O nosso corpo é composto por 70% de água. O bom funcionamento do organismo depende da água: as reacções químicas, a respiração, a circulação, o   funcionamento dos rins, a digestão, a desintoxicação etc. A falta de água, produz entre outras coisas: cansaço excessivo, pele seca, problemas digestivos, irritabilidade, insónia, mau hálito, odor corporal intenso e urina com mau cheiro.

 beba mais agua

Uma regra simples é a de beber o suficiente para manter a sua urina clara e sem odor forte.

Uma maneira de se certificar que bebe a quantidade diária necessária é bebendo 2 copos ao acordar. Faça-o antes de ser apanhado pela correria do dia-a-dia. Com 2 copos já bebidos, só terá de beber mais 4 a 6 durante o resto do dia. Poderá fazê-lo da seguinte maneira: mais 2 a meio da manhã, 2 a meio da tarde e 2 antes do jantar. É algo que todos podem fazer. Se esperar até ter sede, é provável que nunca consiga beber o suficiente.

O Stress e o teu corpo

‘O receio perante tudo o que é incerto, com o qual a Evolução nos equipou, explica os duvidosos compromissos que as pessoas, dia após dia, não se cansam de assumir. Assim, muitos continuam a viver com parceiros que não amam, só pelo medo de não virem a encontrar um novo, ou uma nova companheira. Outros mantém-se durante décadas num emprego que não os satisfaz, sem sequer ter experimentado, pelo menos uma vez, responder a um anúncio para um outro.

E isso nem sequer são as maiores perdas que o medo programado nos pode infligir. Se esse medo toma conta de nós, passamos a viver num stress constante. E se um organismo estiver demasiado tempo, ou com demasiada frequência, sob o efeito de hormonas de stress, estas acabam por enfraquecer o sistema imunitário, prejudicar o cérebro e fomentar o surgimento de doenças de foro cardiovascular, as mais frequentes causas de morte nos países industrializados’.

Stefan Klein,Como o acaso comanda as nossas vidas

O Yôga é um dos recursos mais eficientes para reduzir o stress a níveis saudáveis. Por isso, muitos empresários, executivos, artistas e profissionais liberais vão buscar ao Yôga a dose extra de energia e dinamismo de que necessitam, mas, ao mesmo tempo, controle do stress.