A Casa de Hóspedes

Este ser humano é uma casa de hóspedes.
Todas as manhãs, uma nova chegada.

Uma alegria, uma depressão, uma maldade,
uma consciência momentânea,
com visitantes inesperados.

Dá-lhes as boas-vindas e acolhe-as a todas!
Ainda que sejam uma multidão de penas,
que varrem com violência a tua casa
esvaziando-a de todos os teus móveis,

ainda assim, faz as honras a cada hóspede.
Eles podem estar a preparar-te
para um novo prazer.

A tristeza, a vergonha, a malícia,
recebe-as à porta com um sorriso,
e convida-as a entrar.

Mostra-te agradecido por quem chega,
pois cada visita foi enviada
como um guia do além.

Rumi

Este  poema do mestre sufi Rumi, transmite uma mensagem importante em relação à forma como nos devemos relacionar com as nossas emoções negativas.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s