A outra margem

Um viajante caminhava pelas margens de um rio à procura de uma solução para alcançar a outra margem. Entretanto, um senhor mais velho aproximou-se no seu barco e ofereceu boleia ao viajante.

Ao entrar no barco o viajante reparou que num dos remos estava gravada a palavra acreditar e no outro a palavra agir. Curioso perguntou ao senhor o motivo das palavras gravadas nos remos.

O senhor sorriu, segurou no remo acreditar e remou com toda a força… o barco começou às voltas sem sair do mesmo sítio. De seguida, o senhor segurou no remo agir e remou com toda a força… novamente o barco girou no sentido contrário sem sair do mesmo lugar. Após o barco parar o senhor segurou nos dois remos e remou calmamente até à outra margem sem dizer uma única palavra ao viajante.

Após o barco encostar à margem o viajante disse:

– Meu velho, este barco pode ser chamado de autoconfiança e a margem é o objetivo que desejamos alcançar.

– É isso meu rapaz!”

barco

via motivo.me

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.