Duração subjectiva do tempo

A prática constante da técnica de meditação nos permite ter um estado mais expandido de consciência. Desta forma, com uma consciência mais expandida produzimos aquela sensação de que o tempo dura mais. Comece a observar e aplicar do seu cotidiano, nos momentos mais agradáveis, tente fazer com que eles durem mais tempo, e da mesma forma faça o inverso nos momentos menos bons.

Se o tempo for distorcido para mais, provavelmente será mesmo meditação.

Como assim, tempo distorcido para mais ou para menos? Bem, o tempo está na quarta dimensão, mas essa dimensão é o emocional. Quanto tempo duram dez segundos? Seu impulso é olhar nos ponteiros do seu relógio analógico e responder, com pena de quem tiver perguntado, que dez segundos duram aquele tempo físico. Mas esse não é o tempo real. O tempo real (dentro do que se pode considerar real neste reino de ilusão) é aquele do qual nós temos consciência. Senão, vejamos:
a) Quanto tempo duram dez segundos se você só dispuser de dez segundos para rever a pessoa amada que estava um ano morando noutro continente? Só dez segundos e ela se vai outra vez. Um nada!
b) Quanto tempo duram dez segundos com a broca primitiva de um dentista aplicada sobre o nervo exposto do seu dente inflamado? Uma eternidade!

Em 1975 encontrei-me em Bogotá com Swámi Satyánanda. Conversando, descontraidamente, contou-me uma peripécia de quando era ainda um discípulo iniciante de Shivánanda. No Shivánanda Ashram havia um toque de recolher às 21 horas. A partir desse horário as luzes deviam ser apagadas e ninguém mais conversava. Cada qual fazia sua meditação durante uns dez minutos e logo ia dormir, pois a alvorada era às 4 da manhã. Num certo dia, Satyánanda fez seus dez minutos de meditação e quando abriu os olhos… já era dia! Correu para contar o ocorrido ao seu Mestre, supondo tratar-se de um sinal positivo, de algum progresso espiritual efetivo. Este, além de não dar a mínima importância ao fato ainda proibiu-o de continuar praticando meditação. Ao contrário, conferiu-lhe trabalhos braçais e funções fisicamente desagradáveis. O discípulo Satyánanda interpretou isso como uma punição. Só muito mais tarde é que compreendeu. Ao perder a noção do tempo, sua consciência havia-se contraído ao invés de expandir-se. Isso não é meditação. Ao lhe comandar trabalhos braçais e funções desagradáveis a fim de derivar sua atenção para longe daquele canal não-salutar, o Mestre trouxe-o de volta ao chão e salvou-o de consolidar estados patológicos.

Conclusão:
Se você medita dez minutos e isso se lhe afigura como três horas, sua consciência se expandiu. Você teve a consciência de três horas de percepções, elaborações, aprendizado e lucidez em apenas dez minutos.
Em contrapartida, se você “meditar” durante horas e perder a noção do tempo, se nessas horas só tiver percebido alguns minutos, sua consciência se contraiu, você não teve consciência de todo esse tempo: teve um branco, um lapso de consciência. Então, não meditou. Talvez tenha entrado em auto-hipnose. Não é isso o que queremos.

Se for meditação legítima, sua ampliação da consciência é de tal forma que, num singelo piscar de olhos, você pode passar por uma vivência de muitos minutos e até horas de superconsciência. No início deste capítulo utilizamos a frase “chamamos a esse fenômeno intuição linear, quando conseguimos manter a intuição fluindo voluntariamente por um segundo inteiro – ou mais”. Um segundo de meditação proporciona um manancial de conhecimento, comparável a muitas bibliotecas. Não se trata de algumas horas de leitura, mas algumas horas de superconsciência.

Texto extraído do livro Meditação e Autoconhecimento, DeRose
ampulheta9
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s