O alimento da mente

“O alimento da mente é a variedade. Ela pede por diversão, distração, dispersão, digressão. Por isso, em propaganda, a proposta de novidade, vende mais. Por isso, quando estamos estudando ou trabalhando há muito tempo, nossa mente pede uma pausa na qual possa distrair-se com outra coisa. E se lhe concedermos esse intervalo, ela funcionará muito melhor ao retornar à funções das quais anteriormente estava saturada.
A técnica da meditação consiste em manter a mente concentrada num só objecto, sem lhe proporcionar a variedade, novidade, diversão. Com isso, o combustível vai-se escasseando e, num dado momento, a mente pára.
(…)
Da mesma forma que não conseguimos ver o fundo de um lago cuja superfície esteja turbulenta, uma pessoa não pode conhecer o fundo de si mesma se sua mente estiver agitada, instável.”

mar-azul.jpg

in Meditação e Autoconhecimento, DeRose

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s